Reestruturação das vinhas de Casas Altas

O prestigiado produtor Casas Altas de Souropires, a cinco quilómetros de Pinhel, deve grande parte do seu sucesso à qualidade das suas vinhas, várias delas com mais de oitenta anos e as castas tradicionais da Beira Interior.

Este ano teve de tomar a difícil decisão de arrancar uma pequena fracção da sua vinha mais velha, pois as muitas falhas que tinha, as cepas doentes e o baixíssimo rendimento por cepa não justificavam mantê-la por mais tempo. A nova parcela irá ter as castas Tinta Roriz de larga tradição e óptimos resultados na região e Touriga Franca, uma casta bastante rara e desafiante em termos enológicos.

O respeito pela tradição, pelos materiais nobres da região e pelo sentido estético da paisagem levaram o produtor Casas Altas a manter os postes de granito para sustentação dos arames que irão ajudar a conduzir as novas videiras.
São estes pequenos detalhes que permitem entender a paixão das Casas Altas e a alma dos seus vinhos.

Fique a conhecer melhor o produtor Casas Altas aqui, e veja aqui as imagens da reeestruturação da vinha Casas Altas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *